Depois de muitas pesquisas e opiniões sobre qual bateria utilizar no sistema elétrico de serviço da Xterra, acabei optando pela bateria de lítio, mais modernas, sem tantas restrições como outros tipos de baterias e muitíssimo mais leves.

Entretanto, diferente do mercado americano, onde o uso desse tipo de bateria em maior amperagem está em franca expansão, o cenário no Brasil é bastante diferente...

De forma resumida, fiquei impossibilitado de usar baterias de lítio. Há duas empresas no Brasil que produzem esse tipo de bateria, UniPower e Energy Source, mas a primeira tem valor absurdamente caro. Já a segunda, não quis vender após saber que o uso não seria estacionário.

A próxima bateria em questão seria uma estacionária. Contudo, esse tipo de bateria (embora amplamente usada no mundo camper e RV) não deve ser utilizada se a temperatura for superior a 25 graus Celsius. Isso me incomodou um pouco e fui em busca de outras opções.

Recordei que, durante a infância, já havia tido contato com baterias industriais. E já que teria que lidar de todo modo com uma bateria muito mais pesada que a de lítio, então, talvez, as baterias tracionárias fossem uma alternativa. Pesquisando na indústria e também no mundo RV internacional, confirmei que realmente são utilizadas em campers e motorhomes.

Para diferenciar os três tipos de baterias utilizadas como bateria auxiliar em camper e motorhomes, uma pequena explicação:

Bateria automotiva x estacionária x tracionária

O que é uma bateria automotiva?

São as baterias mais conhecidas e usadas em veículos. São projetadas para o fornecimento de uma alta corrente em um período curto de tempo e são recarregadas pelo alternador. Possuem uma faixa de fornecimento de energia de apenas 20% de sua capacidade sem comprometer seu funcionamento. Ou seja, embora suportem descargas altas por pouco tempo, não foram feitas para abastecimento contínuo. Não são recomendadas para utilização com temperaturas maiores que 25 graus, embora algumas marcas brasileiras produzam baterias 'tropicalizadas' que operam até 35 graus Celsius.

O que é uma bateria estacionária?

Projetada para uso em equipamentos estacionários (imóveis) com descarga produnda - fornecendo energia durante um período maior. A construção da bateria estacionária utiliza materiais mais nobres que a automotiva, o que geralmente também significa maior durabilidade, de 3 a 5 anos. Não deve operar em temperaturas maiores que 25 graus. Baterias estacionárias são mais caras que as baterias automotivas. Pode ser usada até 50% de sua capacidade, embora seja comumente usada até 80%.

O que é uma bateria tracionária?

Baterias Tracionárias são baterias de chumbo ácido e fabricadas sob encomenda. Normalmente de uso industrial, têm como característica a utilização de matérias primas de alta qualidade (premium) e composições químicas mais fortes. O objetivo é que haja maior condutividade elétrica e duração superior, já que as máquinas alimentadas pelo acessório requerem mais energia. São amplamente utilizadas em empilhadeiras elétricas, elevadores de carga, lavadoras e piso e até mesmo em trens, ou seja: onde há equipamento elétrico de uso pesado, provavelmente este será alimentado por uma bateria tracionária.


Quais as vantagens e desvantagens de uma bateria tracionária?

Vantagens

  • Temperatura máxima de operação de 45 graus;
  • Permite uso seguro de até 80% da capacidade total da bateria;
  • Disponíveis também com células tubulares individuais. Ou seja, se uma célula estiver defeituosa, esta pode ser reparada ou substituída, ao invés de ter a bateria inteira condenada e descartada.
  • Alta durabilidade: 7 a 10 anos se bem cuidada.

Desvantagens

  • Requer manutenção preventiva mais frequente do que baterias seladas
  • Maior investimento inicial
  • Maior peso, já que os componentes são mais robustos
  • Inclinação máxima de 22° usando tampa flip-top (ou 45° com válvulas single point)
  • As recargas devem ser feitas ao atingir o limite da tensão de operação. Recargas parciais podem diminuir a vida útil, já que o que importa é o numero de ciclos.
  • Requer cuidados na manutenção, pois a solução de acido sulfúrico é extremamente corrosiva.

Optei por uma bateria tracionária de 12V, 150Ah, com células tubulares individuais. Isso significa que, caso a bateria tenha problema em alguma célula, essa pode ser substituída com facilidade e menor custo.

Nas baterias automotivas, estacionárias ou mesmo algumas tracionárias, embora as células estejam separadas, utilizam um mesmo monobloco de chumbo. É por essa razão que uma bateria convencional é tida como defeituosa e totalmente descartada, quando desbalanceadas.

Update: Para a bateria operar com segurança em um 4x4, tivemos que modificar as válvulas, que você pode acompanhar o processo aqui.

Em breve, o carregador também chegará e iremos realizar a instalação de todo sistema elétrico auxiliar da nossa Xterra camper. Nos próximos posts dessa série, você fica sabendo como fizemos, o que ele abastece, qual a autonomia da bateria tracionária com nossos equipamentos... Enfim, os prós e contras.

Referências

https://tudor.com.br/assets/upload/cat_tudor_tracionaria.pdf https://fragmentum.srv.br/como-funciona-uma-bateria-tracionaria https://www.powertrac.com.br/informacoes-tec/manual-de-utilizacao