Se você está com viagem marcada para a Argentina e ainda não sabe como levar dinheiro, economizar na viagem e fazer seu suado dinheiro valer mais, nós contamos como foi nossa experiência com cartão de crédito, casas de câmbio e transferências, nas terras vizinhas.


O câmbio oficial e o paralelo

A primeira informação que você precisa ter, é que existe um câmbio oficial e o paralelo. No câmbio oficial, hoje 10/12/21, cada real equivale a $17 Pesos Argentinos. Já no paralelo, acabamos de fazer uma transação, $37.  Ou seja, o câmbio paralelo é muito mais vantajoso para o brasileiro que vai comprar Peso Argentino.

Quem opera os câmbios paralelo e oficial?

  • Câmbio Oficial: São as instituições bancárias e cartões de crédito, operam com câmbio oficial. E no caso do cartão de crédito, ainda há a taxa de IOF. Os cartões de crédito pré-pagos também operam com o câmbio oficial, não se enganem.
  • Câmbio Paralelo: As casas de câmbio não oficiais, a Western Union e os doleiros de Buenos Aires.
Essa história do câmbio paralelo na Argentina é bem comum e antiga, desde que Governo Argentino dificultou a compra e venda de dólar no país, o câmbio negro, apareceu com força, pois os Argentinos gostam de dólares. Por aqui, todo mundo sabe a cotação do dólar blue, é um assunto corriqueiro. Conversando um pouco com frentistas, mecânicos, eles sempre tocam no assunto do câmbio.

O cartão de crédito internacional

Não é como no Brasil, que o pipoqueiro aceitam débito por aproximação, mas por aqui, a maioria dos estabelecimentos aceita pagamento com cartão, desde que se apresente o passaporte.

Dica: Não use cartão de crédito e cartão pré-pago na Argentina.  Porquê? O cartão de crédito ou mesmo no cartão de crédito pré-pago, o valor cobrado em Peso Argentino, se converte em Real, nos valores do câmbio oficial.

Em 2013, nós cometemos o erro de levar um cartão pré-pago para Buenos Aires, com medo de levarmos dinheiro e tudo mais, e foi desvantajoso, até que descobrimos os “doleiros” nas ruas de Buenos Aires.

Em 2021, nós usamos o cartão de crédito para uma emergência e a conversão foi totalmente desfavorável. Precisávamos comprar uma bateria para o carro - a nossa deu um problema - e como não tínhamos encontrado uma casa de câmbio, resolvemos passar no cartão. A bateria saiu o dobro do preço que seria no Brasil, por conta do câmbio desfavorável. Pagamos R$1.550 numa bateria que custaria R$800 no Brasil. Se fosse no câmbio paralelo, o valor da bateria seria equiparado ao valor do mesmo produto no Brasil.

Dica: Não usem, mas levem o cartão desbloqueado para comprar internacionais, é uma garantia em caso de emergência.

E aí? Vou levar tudo em dinheiro?


Calma, existe solução. Aliás, se você trocar 3 mil reais em Pesos, para trazer em dinheiro para Argentina, vai parecer que você roubou um banco, de tanta nota que você vai ter que guardar 😅.

A solução, é trocar um pequeno valor nas casas de câmbio no Brasil, antes da fronteira, só para os gastos mais imediatos: alimentação, combustível, transporte, lanches e pedágios. E deixar para fazer o câmbio, conforme necessidade na Western Union.

Nós fizemos o câmbio, em três casas de câmbio diferentes, a primeira no Brasil, numa casa de câmbio em São Borja, e trocamos 1 real por 30 pesos. Já na Argentina, por duas vezes, trocamos dólar por pesos, em casas de câmbio diferentes, e na conversão do dólar para peso, a conta final, convertendo em real foi de 1 para 23, sendo que a cotação oficial era de 1/16 (um real para 16 pesos). Até que encontramos a Western Union, por dica de viajantes. Sem dúvida, a Western Union, foi a melhor opção. E não, não somos pagos por eles para dar essa dica 😅

Como funciona pela Western Union? É seguro?

Essa foi a primeira pergunta que fiz ao André, quando ele veio com a solução, afinal, vou colocar meu suado dinheiro lá e eles somem com ele 😅.

Sim, é seguro.  Nós fizemos algumas transações e todas foram bem sucedidas. Procuramos por quiosques autorizados e retiramos sem problemas, com apresentação da ordem e do passaporte.

Na primeira transação feita por eles, a cada real foi convertida em 33 pesos, e a nossa última foide 1/43 (em 29/01/22).

Na província de Buenos Aires, conseguimos trocar qualquer valor. Já na Patagônia, na província de Santa Cruz, a Western Union funciona nos Correios e em pequenas lojas e existe um limite para a transação. Em Puerto San Julián, a ordem máxima é de $45.000 pesos e em Rio Gallegos, de $60.000 pesos.

Como funciona?

  • Abra uma conta pelo site do Western Union - https://www.westernunion.com/br/pt/home.html - com os dados solicitados.
  • Após aprovação e confirmação, você pode transferir por PIX ou por TED (Eles pedem até 3 dias para o valor estar disponível, no entanto, por PIX, a liberação acontece em algumas horas).
  • Você confere o valor da conversão na hora, antes de terminar a transação.
  • Transação realizada, só esperar a liberação e se dirigir até uma autorizada deles. Praticamente, em todas as cidades da Argentina existe uma casa da Western Union, mas eles possuem uma lista disponível por países.
Atenção: Muitas vezes, em cidades pequenas, os quiosques que você pode retirar o dinheiro são pequenos e não tem a quantia disponível ou possuem um limite, e você não pode sacar o valor fracionado. Então, se programe para fazer isso em cidades médias ou grandes, ou verificar antes, qual o valor máximo nas cidades menores.

Nossa experiência

Nós viajamos com dinheiro necessário para os gastos diários (combustível, alimentos, camping) por alguns dias e vamos nos programando as retiradas na estrada. Até agora não houve problema algum. Aliás, a violência parece não existir por aqui. Nessa época do ano, no verão, os argentinos viajam muito, cruzam o país com suas casas rodantes.

Viajar pela Argentina de carro é seguro, e, ao contrário das lendas de policiais corruptos, eles são educados e te tratam com cortesia. Até agora, não houve nenhum incidente ruim com policiais, muito pelo contrário. Foram super atenciosos e informativos, inclusive em uma operação de narcóticos, com cães farejadores.


Quer viajar para a Argentina? Veja nosso artigo sobre a documentação necessária para ingressar no país. https://mapadomato.info/viagem-de-carro-para-argentina-em-2022/

Siga @mapadomato.info no Instagram