O procedimento para entrar na Argentina com seu animal de estimação é todo realizado no Brasil, e tem validade de 30 dias. No entanto, para chegar ao Ushuaia (Argentina), é preciso passar pelo Chile. Desse modo, os países, Argentina e Chile, firmaram um acordo de cooperação e criaram o Certificado Veterinário Austral (CVA).


O CVI (Certificado Veterinário Internacional) emitido para ingresso na Argentina, ainda que esteja no prazo de 30 dias, não serve para a emissão do Certificado Veterinário Austral pelo SENASA (órgão argentino similar ao MAPA).

Veja como emitir o CVI para viajar com seu Pet pela Argentina:
Como viajar com cachorro ou gato para Argentina pós-pandemia - dezembro de 2021
Se você está pensando em levar o seu cachorro ou gato para viajar com você para a Argentina, após a reabertura das fronteiras, nós contamos como funciona.

Para a emissão do CVA (Certificado Veterinário Austral) é preciso de um atestado de saúde do animal, assinado e carimbado por um profissional veterinário registrado na Argentina.

Nós fizemos todo nosso processo em Puerto San Julián, Província de Santa Cruz - Argentina, onde há apenas 1 veterinário na cidade. Por conta dos horários de atendimento (só atende após as 16h), tivemos que passar dois dias a mais, para resolver. Aproveitamos para passear 😜.

O que é necessário para Emissão do Certificado Veterinário Austral (CVA)

  • Atestado de saúde do animal, com no máximo 10 dias anteriores a solicitação do CVA, assinado por um profissional veterinário registrado na Argentina.
  • Certificado de tratamento antiparasitários externo e interno - emitido pelo próprio veterinário, com o atestado de saúde.
Nós fizemos a aplicação ainda no Brasil, como faziam apenas 15 dias que havíamos aplicado, eles aceitaram. Se a aplicação dos antiparasitários passar dos 15 dias, é preciso refazer o tratamento.

Olha o que diz a resolução do SENASA:

O animal deverá ser submetido, no prazo de 15 (quinze) dias antes da data do deslocamento na zona austral, a um tratamento eficaz de amplo espectro contra parasitas internos e externos utilizando produtos autorizados pelo SENASA. O veterinário particular envolvido nesta administração deve indicar a data (dd / mm / aa), princípio ativo, posologia, via de administração, nome comercial e o laboratório que produz os antiparasitários (interno e externo). A via original desta Certidão ficará em poder da Agência do SENASA interveniente.

Dúvidas, acesse o site do Senasa: https://www.argentina.gob.ar/informacion-al-viajero/certificado-veterinario-austral-cva

  • Carteira de Vacinação Anti-rábica - vacina dada no Brasil é válida, desde que se apresente a carteira de vacinação original, com todos os dados e o CVI, dentro do prazo de validade.
  • Passaporte do tutor/proprietário do animal
  • Ir até um Posto do SENASA para dar entrada e emitir o Certificado Veterinário Austral (CVA)

Quanto custa o Procedimento do CVA

  • Consulta Veterinária com atestado: $1800 pesos em 10/01/2021
  • Certificado Veterinário Austral: $1400 pesos em 11/01/21
Lembrando que para o CVA foi preciso pagar no cartão de crédito, como eles não podem receber dinheiro, o boleto para pagar no banco pode demorar até 3 dias para compensar.

Atenção: após a emissão do CVA, providencie as fotocópias de todos os documentos.

Eles indicam portar ao menos 3 cópias do CVA e do Certificado de Vacinação Contra a Raiva. Estes podem ser solicitados e retidos pelas Autoridades Competentes responsáveis pelos controles fronteiriços da Argentina e do Chile.

Como foi nossa experiência na Fronteira


O procedimento da fronteira foi lento por conta da fila e eles estavam mais preocupados com a documentação do carro, do que com a dog. No entanto, em todas as fronteiras nos pediram uma cópia e a apresentação do original do CVA. No mais, o tratamento foi sempre tranquilo e cordial.


Gostou do artigo? Tem dúvidas? Segue a gente no Instagram

Siga @mapadomato.info no Instagram