Quando começamos nos aventurar na prática do camping selvagem (wild camping), não sabíamos muito bem o que fazer ou esperar. Muitas vezes íamos adaptando o que fazíamos em casa, sem refletir muito a respeito. E aos poucos, fomos descobrindo e nos identificando com algumas práticas, entre elas, os 7 princípios do Não Deixe Rastros (No Leave Trace).


O fundamento é simples. Aja de tal forma, para não deixar rastros, nem na natureza, nem para outros humanos. Vamos aos princípios:

1. Planeje e prepare-se com antecedência

O planejamento é fundamental para qualquer atividade ao ar livre em meio à natureza. Fazemos isso quase automaticamente, pensamos no que levar, como chegar, o que faremos, etc. É nessa fase que começam os cuidados:

  • Obtenha informações sobre a área que vai visitar. Saiba o que esperar. Às vezes é necessário permissão. Nós usamos muito os grupos no facebook para obtermos informações, quando não conseguimos por fontes oficiais.
  • Prepare-se para condições adversas de tempo e clima, riscos e emergências. Básico, quem vai acampar, deve se prevenir. Tem coisas que não controlamos, como o clima e os acidentes. Algumas aulas no youtube sobre primeiros socorros e um kit, podem ser muito úteis.
  • Evite a alta temporada para visitar os lugares, e prefira pequenos grupos.
  • Minimize o lixo da comida. Ex. Não leve frutas no saquinho, use ziplocks, leve apenas o necessário de alimentos. Nada de óleo, prefira alimentos que não gerem resíduos.
  • Evite marcações em árvores, ou com tintas. Use um mapa.
Dica: Nós usamos o Wikiloc, um app que funciona offline e já tem um monte de trilhas marcadas por outros usuários.

2. Caminhe e acampe em superfícies resistentes

Por superfície resistente entenda, rocha, cascalhos, trilhas batidas, lugares sem risco de desabamento, etc.

  • Concentre a sua atividade em trilhas e áreas de acampamento já existentes.
  • Não crie trilhas, ou novos locais de acampamento. Lembre-se, os bons locais de acampamento são encontrados e não criados.
  • Concentre a sua atividade onde há menos vegetação. Nada de cortar árvores, arbustos. Procure por lugares planos e sem vegetação.

3. Trate adequadamente seu lixo e dejetos

Atualmente, a questão do lixo é crucial para todos, mas apesar de tantas campanhas, ainda é um problema. E isso só muda com novas práticas. Então vamos lá:

  • O básico: O que levar, traga de volta. Antes de vir embora, dá uma geral no acampamento e arredores para ver se não tem resto de alimentos, ou outros resíduos. Traga de volta o lixo que encontrar.
Dica: Nós sempre levamos na mochila: um saco de lixo preto e luvas. Já faz parte do rolê, é uma atividade até divertida "encontrar e recolher o lixo dos outros" 🤜🤛.
  • Faça as necessidades longe das trilhas e cursos de água. Faça um buraco com 15 a 20 cm de profundidade. Cubra quando terminar e traga seu papel higiênico de volta. Nada de pensar: papel dissolve rápido. Quando você está andando e vê papel higiênico, é horrível, né? A pessoa que deixou, pensou a mesma coisa: ele dissolve fácil....
Dica: Fizemos um post sobre Como fazer suas necessidades fisiológicas no mato.
  • Para lavar a louça, limpe a panela antes, retire o resto de comida e coloque no lixo (não jogue na terra, pensando: ah, é orgânico. Imagine que você chega em um lugar e vê um monte de macarrão no chão...não dá né?!). Não use detergentes, prefira sabão em barra, em pouca quantidade, biodegradável e lave longe do curso de água. Nada de lavar louça na beira do rio.
Tem gente que usa limão e areia. Eu já lavei só com areia. Mas já li um monte de comentários não recomendando a prática.
  • Nada de shampoo e condicionador na hora do banho, eles são péssimos para a natureza. Escolha os sabonetes e shampoo em barra.

4. Deixe o que encontrar

Esse também é um princípio básico e muitas vezes, não respeitado pelos amantes da natureza. Deixar o que encontrar no lugar, significa PRESERVAR.

  • Não traga plantas, pedras ou plante espécies exóticas.
  • Não construa estruturas, mobília, nem valas.

5. Minimize o impacto de fogueiras

A fogueira é uma questão polêmica. Fogueira é sinônimo de acampamento. No entanto, ela pode causar impacto permanente na natureza. Já vi gente começar um incêndio assim.

  • Prefira fogareiros para cozinhar. Utilize um lampião ou lanterna para iluminar e roupas adequadas para se aquecer.
  • Onde as fogueiras forem permitidas, use locais já estabelecidos ou faça a contenção adequada. Não faça em troncos de árvores, embaixo de arbustos, o risco de você começar um incêndio, é enorme.
  • Faça fogueiras pequenas. Use somente madeira apanhada do chão que possa ser partida com a mão. Nada de machado, grandes árvores...etc...
  • Queime toda a lenha e carvão até restarem cinzas, apague a fogueira completamente e espalhe as cinzas frias, de modo que ninguém perceba que ali havia uma fogueira.

6. Respeite a vida selvagem

Observe a vida selvagem à distância, não siga nem se aproxime.

  • Nunca alimente os animais. Alimentar os animais prejudica a sua saúde, altera seu comportamento natural e os expõe a predadores e outros perigos.
  • Proteja a vida selvagem e a sua comida. Guarde sua comida e seu lixo de forma segura.
  • Sempre controle animais de estimação, ou então deixe-os em casa.
  • Evite o contato com a vida selvagem em épocas de acasalamento, formação de ninhos, com filhotes, ou no inverno.

7. Seja cortês

Respeite os outros visitantes, a comunidade local e contribua para tque todos tenham uma boa experiência.

  • Conceda a passagem aos outros nas trilhas.
  • Faça pausas e acampe afastado das trilhas e de outros visitantes.
  • Deixe os sons naturais prevalecerem. Evite falar alto e fazer barulho.

Visite o site para aprender mais sobre o programa “Leave No Trace”.

Copyright: The Leave No Trace Center for Outdoor Ethics.