Mais um artigo da série sobre a documentação necessária para a viagem pelas Américas. Dessa vez, fomos em busca dos procedimentos necessários para atravessarmos as fronteiras com a Leoa, a nossa dog super sociável.

Documentos necessários para a viagem com cachorro

Para sair com o dog do país, é preciso emitir o Certificado Veterinário Internacional (CVI), documento expedido pelo MAPA que comprova a boa condição sanitária do animal para ingressar em outro país.

O MAPA instrui que você se programe para que a solicitação do CVI ocorra entre 10 e 2 dias antes da data da viagem e sugere contatar as unidades emissoras de CVI com, no mínimo, 30 dias de antecedência, uma vez que os atendimentos estão sujeitos à agendamento prévio.

Feito o contato/agendamento, junte os seguintes documentos para levar ao Centro de Atendimento do MAPA:

Leia: Exigências para entrada de animais domésticos nos países do MERCOSUL: Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Venezuela

O CVI e atestados possuem prazo de validade. Geralmente 60 dias à contar da data da emissão, mas alguns países possuem prazos próprios, como o Chile.

Quer um resumo? Vá para o final do post!

Requisitos específicos de cada país para entrada com animais de estimação

Paraguai

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Bolívia

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Argentina

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Atenção: para ir ao Ushuaia, é preciso do Certificado Veterinário Austral, emitido na Argentina, seguindo as exigências: Procedimentos para transitar com animais para Terra do Fogo (Ushuaia), ele tem um custo, mas segundo informações de viajantes, é barato. Esse mesmo procedimento será necessário para a entrada no Chile.

Procedimento para entrar com cães e gatos na Argentina

Chile

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos, com vigência menor que 10 dias e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI) com vigência de 10 dias (contando da data de emissão até a entrada no Chile), por isso é importante tirar o Certificado na Argentina, antes de atravessar a fronteira.
  • Os animais podem ter que cumprir uma quarentena de 21 dias.

Procedimentos para entrar com cães e gatos no Chile

Lei que regulamenta a entrada de animais de estimação no Chile

Lembre-se que é recomendado que o dog vá no banco traseiro e com cinto de segurança preso ao peitoral

Uruguai

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Laudo da Sorologia de Leishmaniose: cães com destino ao Uruguai devem realizar teste sorológico (ELISA e/ou RIFI ou prova de aglutinação direta) para Leishmaniose com resultado negativo dentro de 60 dias prévios ao embarque.
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)
  • Certificado de Microchip: cães com destino ao Uruguai devem estar identificados com microchip (padrão ISO 11784 com tecnologia HDX ou FDH -B. Caso o dispositivo colocado não cumprir a as normas anteriores, o responsável deve fornecer um leitor que permita a leitura do microchip ao entrar no país ).

Exigências para entrada de animais domésticos nos países do MERCOSUL: Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Venezuela

Peru

  • Carteira de Vacinação
  • Vacinas: Raiva, Cinomose, Hepatite Canina, Leptospirose, Parvovirose, Parainfluenza, Coranavirus;
  • Inspeção Veterinária (pago)
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Procedimento para entrar com cães e gatos no Peru

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/sair-do-brasil/peru-site-mapa-03-20.pdf

Dica: As vacinas contra Cinomose, Hepatite Canina, Leptospirose, Parvovirose, Parainfluenza, Coranavirus, são conhecidas com V8, V10 ou V12, veja com o veterinário qual atende sua necessidade.

Equador

  • Carteira de Vacinação
  • Vacinas: Raiva, Cinomose, Hepatite Canina, Leptospirose, Parvovirose;
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Procedimento para entrar com cães e gatos no Equador

Requisitos para animais provenientes das Américas

Colombia

  • Carteira de Vacinação
  • Vacinas: Raiva, Cinomose, Hepatite Canina, Leptospirose, Parvovirose, Parainfluenza, Coranavirus;
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Importante: Modelo de atestado de saúde para a Colômbia (há uma diferença entre o atestado para outros países).

Procedimento para entrar com cães e gatos na Colômbia

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/sair-do-brasil/colombia-exigencias-v-03-20-1.pdf

Panamá

  • Carteira de Vacinação
  • Vacinas: Raiva, Cinomose, Hepatite Canina, Leptospirose, Parvovirose;
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)
  • Exigência de visto consular no atestado

Procedimento para entrar com cães e gatos no Panamá

Costa Rica

  • Carteira de Vacinação
  • Vacinas: Raiva, Cinomose, Hepatite Canina, Leptospirose, Parvovirose;
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos, com vigência menor que 15 dias e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Procedimentos para entrar com cães e gatos na Costa Rica

Nicaraguá

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/sair-do-brasil/requisitos-em-pdf-publicados/demais-paises.pdf

Honduras

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/sair-do-brasil/requisitos-em-pdf-publicados/demais-paises.pdf

El Salvador

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Procedimentos para entrada de animais de estimação em El Salvador

Guatemala

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/sair-do-brasil/requisitos-em-pdf-publicados/demais-paises.pdf

Belize

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/vigilancia-agropecuaria/animais-estimacao/sair-do-brasil/requisitos-em-pdf-publicados/demais-paises.pdf

México

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos com vigência menor que 15 dias e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Procedimentos para entrar com cães e gatos no México

EUA

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Canadá

  • Carteira de Vacinação com Vacina contra a raiva (a viagem deve ser feita após transcorridos 21 dias da vacina);
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Resumindo

Apesar da lista ser longa, os requisitos são praticamente os mesmos para todos os países.

  • Carteira de Vacinação
  • Vacinas: Como os países possuem regras diferentes, o ideal é que o seu dog tome todas as vacinas: Raiva e V12 (Cinomose, Hepatite Canina, Leptospirose, Parvovirose, Parainfluenza, Coranavirus), assim não haverá problemas com as agências sanitárias e nem com o dog.
  • Atestado de saúde com apresentação dos tratamentos antiparasitários internos e externos e declaração do bom estado de saúde do animal, bem como tratamentos anteriores, se houver.
  • Certificado Veterinário Internacional (CVI)

Além disso, saiba que para atravessar as fronteiras, terá que se atentar aos prazos dos Atestados e do CVI, caso estejam vencidos, terá que fazer o procedimento no país em que se encontra, antes de atravessar a fronteira.

Fique Atento: O Uruguai, o Chile e o Panamá são os países que possuem regras diferentes para a entrada de animais de estimação